Início

sábado, 31 de julho de 2010

Melhor que ri, é ri acompanhado.

Duas perguntas me incomodam:

TER UM CACHORRO...

...OU TER UM FILHO????


Não acho uma boa, prefiro ficar na dúvida.
Mais calma, calma,sempre á uma luz no fim do túnel...




Não é mesmo???

_____________________________________________________________________


Como diz um cantor de arrocha que ouço suas música tocando na casa dos meus vizinhos: "Ê PAIXÃO!!!"





________________________________________________________________

Adorei esse vídeo ue me mandarm por E-mail, então compartilho com vocês...





video

Bom final de Julho e começo de Agosto.

Fazendo amor na terceira idade

DICAS:

1. Use seus óculos. Certifique-se de que sua companhia esteja realmente na cama.

2. Ajuste o despertador para tocar em três minutos, só para caso de você adormecer durante a performance.

3. Acerte com a iluminação: Apague todas as luzes!

4. Deixe seu celular programado para o número da
“EMERGÊNCIA MÉDICA”

5. Escreva em sua mão o nome da pessoa que está na cama, no caso de não se lembrar.

6. Fixe bem sua dentadura para que ela não acabe caindo debaixo da cama.

7. Tenha DORFLEX à mão. Isto, para o caso de você cumprir a meta!

8. Faça o quanto de barulho quiser. Os vizinhos também são surdos...

9. Se tudo der certo, telefone para seus amigos para contar as boas novas.

10. Nunca, jamais, pense em repetir a dose.

11. Não se esqueça de levar 02 travesseiros para colocá-los sob os joelhos, para não forçar a artrose.

12. Se for usar camisinha, avise antes ao piu-piu que não se trata de touca para dormir, senão ele pode se confundir.

13) Ah! O mais importante nao se esqueça de tirar a parte de baixo do pijama, mas fique com uma camiseta para não pegar gripe.

OBS: Recebido por e-mail

Abraços e Boa Noite!

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Homenagem ao Poeta João Justiniano da Fonseca


Hoje meu grande amigo João Justiniano da Fonseca faz 90 anos de existência, que veio ao mundo para rechear nossas vidas de poesias, e nos trazer grande alegria e sabedoria para trilhamos o caminho certo. felicidades meu caro amigo.
Parabéns João, o Blog Ensaio por 3 presta esta homenagem a você meu amigo.


CUIDADOS


Eu bem que me cuido, embora,
procure maior cuidado:
- um coração carregado
de amor que me traga a aurora...

Quisera a Nossa Senhora,
olhos verdes, cachos louros,
com seus guardados tesouros
dos céus azuis, onde mora.

Para a leveza da dança,
quisera a terna criança,
que outras duas acarinha...

A dança, eu falei - do sonho!
Do amor, da fé que proponho
a essa amada avezinha...



visitem:

http://www.joaojustiniano.net/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_Justiniano_da_Fonseca


Já dizia a minha avó!

quinta-feira, 29 de julho de 2010

...E depois tudo é resto...



Ontem visitei um avô de um amigo, sabia que amanhã ele fará 90 anos de idade, e viril como sempre, acabamos trocando e-mail, e hoje ao abrir minha caixa de e-mail, recebi essa mensagem dele, fiquei muito emocionado com o que li e, resolvi publicar aqui para todos saborearem...

Abraços

Ramon Morays





Tudo tem a sua ocasião própria, e há tempo para todo propósito debaixo do céu.

Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e de arrancar o que se plantou;
Há tempo de adoecer, e tempo de curar; tempo de derrubar, e de edificar;

Há tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e de dançar;

Há tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntá-las; tempo de abraçar, e de abster-se de abraçar;
Há tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de jogar fora;
Há tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;
Há tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.


'O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem.
Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis.'



Feliz é aquele que vive intensamente o dia de hoje, que não lamenta o passado e que não está amedrontado com o futuro.

domingo, 25 de julho de 2010

25 de julho- Dia nacional do escritor


Por Ramon Morays


Hoje 25 de julho, é dia nacional do escritor, o ser talvez, mais sábio que existe na face da terra, por que são capazes de transformar sentimentos em palavras, sentimentos esse que às vezes é seu mesmo.
Parabéns a todos os lutadores que mesmo sem fama lutam com garra para manter a chama do livro aberto, sabendo que hoje num tempo difícil em que são poucos os leitores vorazes.
A literatura é o maior tesouro da raça humana.





Oh! Bendito o que semeia
Livros... livros à mão cheia...
E manda o povo pensar!
O livro cainda n'alma
É germe - que faz a palma,
É chuva - que faz o mar.

(...)

Bravo! a quem salva o futuro!
Fecundando a multidão!...
Num poema amortalhada
Nunca morre uma nação.

Castro Alves- O livro e américa

domingo, 18 de julho de 2010

Ora que bobagem, na vida só estou de passagem...


Tudo na vida é passageiro, menos o motorista e o cobrador.
Foi com essa frase meio satírica que um colega meu me fez entender que o verdadeiro sentido da vida não é somente o agora, por que até mesmo o agora é passageiro.
Hoje eu tenho a epiderme linda, limpa e os olhos brilham como a luz do dia, amanhã talvez, não mais o tenha, seja um velho amargo e injuriado da vida, que só pensa em ler jornal e fumar seu cachimbo, afim, de no final de semana espera meus filhos e netos, se os terei, para me pedir a benção.
E aquilo que era fogo dentro de mim, o fogo da vida, a alegria de viver intensamente achando que o amanhã nunca virá um dia vem, e acaba trazendo as angústias que dentro do coração estava escondido.
Tudo na vida é como um trem que a cada estação passa e deixa a saudade dos que ficam.
Essa semana teve uma grande lição na minha vida, que nada é para sempre, só quando se perde na memória.

Classe é classe!!!


O marido chega em casa as 18:00h e diz a mulher que teria uma reunião às 22:00hs, mas que ele não iria pois considerava isto um absurdo. Mas a mulher, preocupada com o marido, o convence que o trabalho é importante. O maridão esperto então vai tomar um banho para se preparar e pensa:

'Foi mais fácil do que eu pensava!'

Como toda mulher, quando o homem entra no banho ela revista o bolso do seu paletó e encontra um bilhete onde estava escrito:
'Amor, estou esperando por você para comermos um pato ao molho branco..
Beijão, Sheila'.

Quando o marido sai do banho encontra sua mulher com uma camisolinha transparente, sem calcinha, toda fogosa deitada de bruços. O marido, ao ver aquela bundinha sob a transparência não resiste e cai matando. A mulher lhe dá um trato completo e ele, exausto, vira pro lado e adormece. Quando vai chegando à hora, a mulher acorda o marido, que não quer mais ir a reunião, mas novamente ela o convence da importância do trabalho.

Ao chegar à casa da amante, o cara está arrasado. Cansado, diz a ela que hoje trabalhou muito e que só iria tomar um banho e descansar um pouco. Como toda mulher, ao entrar no banho ela revista o bolso de seu paletó, e encontra um bilhete onde estava escrito:
'Querida Sheila, o pato foi, mas o molho branco ficou todo aqui.

Beijão, A Esposa.

Ler pode tornar o homem perigosamente humano!


LULA (AQUELE QUE NÃO ENTENDE DE "BULUFAS" DE NADA!)

Pedro Lima

Lula, que não entende de sociologia, levou 32 milhões de miseráveis e pobres à condição de consumidores; e que também não entende de economia; pagou as contas de FHC, zerou a dívida com o FMI e ainda empresta algum aos ricos. Lula, o analfabeto, que não entende de educação, criou mais escolas e universidades que seus antecessores juntos [14 universidades públicas e estendeu mais de 40 campi], e ainda criou o PRÓ-UNI, que leva o filho do pobre à universidade [meio milhão de bolsa para pobres em escolas particulares].

Lula, que não entende de finanças nem de contas públicas, elevou o salário mínimo de 64 para mais de 291 dólares [valores de janeiro de 2010], e não quebrou a previdência como queria FHC. Lula, que não entende de psicologia, levantou o moral da nação e disse que o Brasil está melhor que o mundo. Embora o PIG - Partido da Imprensa Golpista, que entende de tudo, diga que não.

Lula, que não entende de engenharia, nem de mecânica, nem de nada, reabilitou o Proálcool, acreditou no biodiesel e levou o país à liderança mundial de combustíveis renováveis [maior programa de energia alternativa ao petróleo do planeta]. Lula, que não entende de política, mudou os paradigmas mundiais e colocou o Brasil na liderança dos países emergentes, passou a ser respeitado e enterrou o G-8 [criou o G-20].

Lula, que não entende de política externa nem de conciliação, pois foi sindicalista brucutu; mandou às favas a ALCA, olhou para os parceiros do sul, especialmente para os vizinhos da América Latina, onde exerce liderança absoluta sem ser imperialista. Tem fácil trânsito junto a Chaves, Fidel, Obama, Evo etc. Bobo que é, cedeu a tudo e a todos.

Lula, que não entende de mulher nem de negro, colocou o primeiro negro no Supremo (desmoralizado por brancos) uma mulher no cargo de primeira ministra, e que pode inclusive, fazê-la sua sucessora. Lula, que não entende de etiqueta, sentou ao lado da rainha (a convite dela) e afrontou nossa fidalguia branca de lentes azuis.

Lula, que não entende de desenvolvimento, nunca ouviu falar de Keynes, criou o PAC; antes mesmo que o mundo inteiro dissesse que é hora de o Estado investir; hoje o PAC é um amortecedor da crise. Lula, que não entende de crise, mandou baixar o IPI e levou a indústria automobilística a bater recorde no trimestre [como também na linha branca de eletrodomésticos].

Lula, que não entende de português nem de outra língua, tem fluência entre os líderes mundiais; é respeitado e citado entre as pessoas mais poderosas e influentes no mundo atual [o melhor do mundo para o Le Monde, Times, News Week, Financial Times e outros...].

Lula, que não entende de respeito a seus pares, pois é um brucutu, já tinha empatia e relação direta com George Bush - notada até pela imprensa americana - e agora tem a mesma empatia com Barack Obama.

Lula, que não entende nada de sindicato, pois era apenas um agitador; é amigo do tal John Sweeny [presidente da AFL-CIO - American Federation Labor - Central Industrial Congres - a central de trabalhadores dos Estados Unidos, que lá sim, é única...] e entra na Casa Branca com credencial de negociador e fala direto com o Tio Sam lá, nos "States".


Lula, que não entende de geografia, pois não sabe interpretar um mapa é autor da [maior] mudança geopolítica das Américas [na história].


Lula, que não entende nada de diplomacia internacional, pois nunca estará preparado, age com sabedoria em todas as frentes e se torna interlocutor universal.

Lula, que não entende nada de história, pois é apenas um locutor de bravatas; faz história e será lembrado por um grande legado, dentro e fora do Brasil.

Lula, que não entende nada de conflitos armados nem de guerra, pois é um pacifista ingênuo, já é cotado pelos palestinos para dialogar com Israel. Lula, que não entende nada de nada; é bem melhor que todos os outros...!


Pedro Lima

Economista e professor de economia da UFRJ

DESCULPE OS NAO-LULAS, MAS COMO RECEBO MUITOS EMAILS
IRONIZANDO, DEBOCHANDO E FALANDO HORRORES DELE ACHO
QUE TENHO O DIREITO DE ENVIAR UM UNICO EMAIL QUE
FALE BEM DESSE "ANALFABETO".


"E aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música." Friedrich Nietzsche

sexta-feira, 16 de julho de 2010

O caso agora é eleição


Bom, depois de um tempo forra por que meu sobrinho inventou de colocar vírus no meu computador, hoje eu retorno com força e tudo. Are Baba! Apesar de ainda estar irritado com ele por ter perdido vários arquivos, foto e livro muitos interessantes, que depois baixarei todos, mais só com um tempo, pois sempre ando ocupado. Mais agora a história é outra é sobre eleição, o ponto mais democrático que temos no país, pena que poucas pessoas valorizam esse ato democrático. Estava reparando no orkut as comunidades dos cinco principais candidatos. Em primeiro lugar aparece a Dilma Russeff candidata pelo PT, na comunidade; Apoiamos o Lula e agora a Dilma, com 98.000 seguidores, depois o José Serra do PSDB com aproximadamente 67.000 seguidores pela comunidade José Serra-Presidente, depois vem à candidata do PV Marina Silva com 19.000 seguidores, e por fim o candidato do PSOL Plínio Arruda Sampaio com quase 1000 seguidores, e por final o Zé Maria do PSTU aparece em uma comunidade com quase 300 seguidores. Os demais não têm, ou aparece em comunidades com menos de 50 seguidores. O mais engraçado disso tudo é que nas pesquisas tudo estar igual às comunidades:

1º Dilma Russeff- PT- 39%

2º José Serra - PSDB- 38%

3º Marina Silva – PV – 10%

4º Plínio Arruda – PSOL- 2%

5º Zé Maria – PSTU- 1%

Os demais não aparecem com porcentagem. Brancos e nulos somam 10%

sexta-feira, 9 de julho de 2010

O poetinha


Amar, porque nada melhor para a saúde que um amor correspondido.

1913-1980


Hoje faz 30 anos que perdemos um romancista, não daqueles que escrevem livros, mais daquele que viveu um romance em vida, casou-se varias vezes, segundo ele mesmo tentado encontra o amor. Escreveu centenas de sonetos, falou do amor na suas músicas e escreveu para crianças. Vinicius foi um gênio! E fez do rio sua casa e da Bahia sua rede de descanso. Homem das noites e da simplicidade, da vida e da boêmia!


Homenagem do blog Ensaio por 3

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Faz parte do meu show



"Vida louca vida
Vida breve
Já que eu não posso te levar
Quero que você me leve"



No dia 7 de julho fará vinte anos o Brasil pedia um poeta, não um poeta comum, mais um poeta ideológico, um poeta romântico e sedutor! Agenor de Miranda Araújo Neto – Cazuza é o nome deste jovem que encantou Ipanema, o Rio e Brasil. Ou melhor: O mundo!
Se estivesse vivo Cazuza estaria com 52 anos, com sua irreverência, e sua ousadia voltaria novamente ao sucesso, a glória que só as verdadeiras estrelas brilham intensamente!
Valeu Cazuza, o poeta rebelde!


Homenagem do blog ensaio por 3

sábado, 3 de julho de 2010

E todo é resto depois da copa!

Todo mundo ficou triste com a derota do Brasil na copa do mundo, isso é fato, e muitos criticaram o Dunga, até uma colega minha colocou no seu twitter: Seleção brasileira: 1 Dunga, 11 sonecas e 192 milhões de zangado! Outro falou que futebol é que nem sexo, um dia você faz outro dia você leva! KKKK...

Mais o importante não é perder a cabeça e jogar melhor no próximo mundial, que por sua vez nós os "melhores" sediaremos e voltaremos com a esperança do hexa.

Abaixo para nos livrar-mos do tema da copa do mundo, segue uma crônica do artista plástico e publicitário Carlinio França, é uma das fantásticas Crônicas da Ribeira, que se tudo der certo se tornará livro em breve e ajudarei a prepará-lo.


Boa leitura a todos!



_____________________________________________________________________________

Primeiro de abril de 1964


Na Praça General Justo, acordava-se como som de Altemar Dutra vindo da radiola do clube dos operários da Companhia de Navegação Bahiana. Ao longe o skyline de Plataforma ainda pouco habitada, os navios em reparos, o esqueleto do barco afundado à espera de nossas aventuras, a praça cheia de árvores com o surto de insetos à época apelidados de “lacerdinhas”... Depois as lotações, o ponto do ônibus elétrico e a feira...
Nos imensos passeios do Bairro, as famílias à tardinha armavam cadeiras de lona, tipo diretor, com listras coloridas ou então a novidade da época; cadeiras e poltronas de ferro com tiras de plástico, cinzeiros de pé enrolados com o mesmo material e até mesmo porta revistas repletas de Diário de Notícias, À tarde, Jornal da Bahia, O Cruzeiro ou Manchete. Ali o papo corria solto, comia-se bolo com guaraná Fratelli-Vita ou caçulinha, olhava-se as estrelas o luar, e se vigiava os casais de namorados que iam e viam de mão dada pelo passeio, ou fofocava-se sobre outros mais “libertinos” que se amassava na balaustrada que separava o largo do mar e do estaleiro.
Nesse clima toda a cidade baixa formava seu caldo cultural, desde o início do século, com as suas casas de veraneio construídas pela classe média com argamassa de óleo de baleia e pedras do mar.
Naqueles dias tarde e noites, o João Florêncio Gomes e O Pio XXII, viviam grande agitação promovida pelo movimento estudantil. Deveria ser gente ligada á Jec (Juventude Estudantil Católica), e como diziam na época outros perigosos comunistas.



E várias vezes víamos os estudantes em passeata ocuparem o largo da Ribeira ou passar em caminhadas com faixas, bandeiras, e megafone. Eu achava tudo bonito. Era animado e colorido
E tocam conversas sobre Mário Lima, o perigo vermelho, sobre o padre, provavelmente comunista da nossa paróquia, e os estudantes “cubanos”, “russos” e até “chineses” infiltrados nas escolas. Tia Eliete e tio Tomás relatavam a agitação dos estudantes também no Rio de Janeiro, que havia visitado há pouco!
Naquela tarde quase noite, passou uma passeata imensa, e eu achei linda! Tinha muitas faixas e bandeiras das escolas, da Une, do Brasil... Veio em sentido contrário às anteriores: do Rex para a Penha, indo provavelmente para os comícios. Mais tarde ouvimos explosões e pipocos. E Daduca, vizinha de porta comentava com Mãe Nitinha, são os estudantes agitando... De repente fez-se breu, luzes, apenas das estrelas, e em meio à penumbra dois milicos de roupa cáqui e aquele capacete branco com um raio do pelotão de choque, armados com metralhadoras ina, partiram furiosos em nossa direção.
Nem sei como entrei em casa. A sensação que ainda trago é de ter sido passado de mão em mão sem tocar o solo por papai, por minha mãe e meus primos. Deu tempo de trancar o portão de ferro, depois o de madeira a porta da varanda e escutar os vizinhos aterrorizados fechando os janelões, e o silêncio do medo tomaram a todos. E em silêncio ficamos, até que um par de soldados bateu com a metranca na nossa janela e solicitou a presença do responsável pela casa. Meu pai esgueirou-se pela fresta e travaram o seguinte diálogo: Boa noite, não precisava se assustar! Não queremos fazer nada com vocês. Liguem o rádio e escutem as notícias, a partir de hoje toque de recolher às 18 horas! Está proibido se reunir no passeio. Estamos em estado de sítio. E retiraram-se.
Só recolhemos as cadeiras e os cinzeiros pela manhã.

Os jornais e revistas foram “sumidos”, e o nosso sono interrompido pelas marchas militares e o pronunciamento dos generais e hinos marciais. José Reinaldo de Carvalho deve ter vivido o mesmo ou até participado do movimento, prenunciando o seu futuro de resistente a ditadura e de um dos maiores quadros da esquerda brasileira, o Zé da Vila Anita, viria a ser exilado como Membro do CC do Partido Comunista do Brasil na Europa!
Durante muitos anos nossa rotina de reuniões no passeio ficou suspensa. Quebrou-se a magia da cidade baixa. Veio o medo do outro. O medo de tudo.
Para mim, que aos quatro anos vi, escutei e vivi a cena ficou marcada a tatuagem. O ódio aos militares e meu futuro como homem de esquerda nascia da supressão do prazer de compartilhar a liberdade de ir e vir e ver a vida em movimento.


Carlinio França